sábado, 11 de setembro de 2010

As Tecnologias de Informação e Comunicação e a Educação

As mudanças sociais e culturais que vivemos de forma cada vez mais aceleradas e intensas, fazem com que as diversas áreas profissionais tenham que rever as dinâmicas e estruturas de funcionamento para que possam acompanhar, minimamente, e “sobreviver” às inevitáveis transformações.
Uma das causas principais para tantas novidades e rápidas mudanças, são as tecnologias da  informação e comunicação, também conhecidas como TICs. Parece impossível imaginar a sociedade atual sem os produtos provenientes dos avanços tecnológicos.  Os impactos que vêm provocando em nossas vidas são cada vez mais evidentes. E a Educação tem um papel fundamental na conscientização das pessoas sobre as consequências e possibilidades dessas ferramentas, assim como o aprimoramento em sua utilização.
A disseminação de computadores, internet, celulares, câmeras digitais, e-mails, mensagens instantâneas, banda larga e uma infinidade de engenhocas da modernidade provoca a necessidade de uma reflexão intensa sobre que atitudes são pertinentes e viáveis para um melhor aproveitamento de tantos recursos.
Os estudantes, de diversas classes sociais e níveis culturais, se mostram atentos, curiosos e “conectados” com todas as mudanças e novidades tecnológicas. O que não vem acontecendo, pelo menos não com tanta intensidade, com os educadores. Os profissionais da educação apresentam sentimentos contraditórios e aflitivos em relação a essa questão. São sentimentos de expectativa pela chegada de novos recursos, de empolgação com as possibilidades que se abrem, de temor, de desconfiança ou mesmo de impotência por não saber utilizá-los ou por conhecê-los menos do que os próprios alunos.
Uma medida importante para mudar tal cenário de angústia e de descompasso, é procurar entender o que são as TICs, é saber quando e como usar as tecnologias na educação. Devemos ter claro que esses são assuntos que precisam ser enfrentados e tratados para que tenhamos práticas pedagógicos consonantes com uma realidade cada vez mais tecnológica, interconectada, repleta de diversidades e possibilidades promovidas pelos avanços científicos.
A partir desse movimento em busca de novos entendimentos, teremos grandes oportunidades para fazer com que a relação entre tecnologia e educação seja produtiva, significativa e pertinente. A tecnologia é fundamental no desenvolvimento de habilidades e competências para atuar na sociedade atual. A Educação e seus profissionais devem se comprometer na busca da integração e apropriação de ferramentas que possibilitem tal desenvolvimento pessoal e social.

6 comentários:

  1. Eduardo, ótimo post! Muito claro, direto e coerente. Logo no início você evidencia uma característica de nossa época a velocidade de transformações sociais provocadas pela apropriação das tecnologias digitais. Interessante é que neste ciclo de mudanças, as próprias tecnologias se reconfiguram, gerando uma espiral positiva e infinita de possibilidades.

    Você aponta a Educação como o caminho para o uso crítico, consciente e socialmente inclusivo das ferramentas virtuais. Ponderação adequada e desafiadora para todos os profissionais que ousam em Educação. Os desafios são realmente muitos: a formação inicial e continuada dos professores nas universidades (e fora dela), a mudança de paradigma educacional (do transmissivo para o colaborativo-interativo), a inércia de professores que ignoram a contemporaneidade, a nova concepção de currículo - mais compatível com a cultura digital, novas formas de avaliação etc.

    Sigamos, buscando antes das grandes inovações a compreensão de nosso tempo, de suas possibilidades e de formas de uso crítico dos recursos presentes no ciberespaço.

    Parabéns pelo texto e pela atitude de ousadia em seu fazer pedagógico.

    ResponderExcluir
  2. O que vem acontecendo com o mundo é uma evolução cada vez mais rápida, que nos leva à necessidade de avançar junto dele para que não fiquemos pra trás.
    As novas tecnologias trazem aos estudantes muita curiosidade e interesse, porém aos educadores essas mesmas tecnologias trazem insegurança. É necessário que haja a familiarização desses educadores com essa nova ferramenta de ensino que pode ser tão útil e eficaz quando usada de forma correta.
    É preciso conhecer as TICs, estudá-las e entende-las para que ela se torne uma aliada dos educadores.
    É preciso dar abrangência para que a educação evolua junto com o mundo e para que dessa forma os educandos estejam cada vez mais interessados e conectados com o que acontece ao seu redor.

    ResponderExcluir
  3. Ana Beatriz Vitoreti19 de outubro de 2010 15:54

    Acho super pertinente esse post, pois é um fato real do nosso mundo. Os rápidos avanços dessas TIC´s, infelizmente não são acompanhadas pelos educadores, desperdiçando assim uma ótima ferramenta de trabalho, podendo despertar um maior interesse dos alunos em relação ao contéudo lecionado.
    É importante ressaltar o uso conscinte dessas TIC´s, e a Educação é uma forma de tornar seu uso consciente e inclusivo.
    Essas inovações são de grande importancia ao novo tipo de Educação que se espera, mas para isso o professor deve se atualizar em relação à essas tecnologias disponíveis, pois o avanço é rápido e os alunos acompanham isso de uma forma melhor do que os professores.

    ResponderExcluir
  4. Texto extremamente pertinente para discutirmos e fefletirmos, como nós educadores devemos nos portar diante de tais mudanças. Mudanças muito bem retratadas nos texto. Mais do que nunca se faz necessário o conhecimento e a utilização das TICs no processo de ensino/aprendizagem. Não dá mais para imaginar o mundo sem essas tecnologias. E apra que ocorra a formação efitiva de um ser social-histórico, que tenha competencias para atuar na sociedade atual, é preciso que saibamos usar criticamente e conscientimente as novas tecnologias.

    O texto é muito bom, breve, curto e penso que alcançou seus objetivos com ele.

    ResponderExcluir
  5. O nosso mundo tem observado o grande avanço que a tecnologia tem sofrido, inicialmente usamos o fogo produzido pelo atrito de pedras para iluminar o ambiente, hoje já temos sistemas tão avançados que não necessitam mais do toque para que se acenta uma lampada, está se acende por sensores de presença super modernos. Em por que a educação te que ficar para trás nesse processo de constantes inovações?
    O processo de educação tradicional como conhecemos hoje ainda se faz necessário, mas quando temos oportunidades por que não utilizar de novas tecnologias para tornar o ensino mais prazeros para o aluno, os quais desde de muito jovens já dominam as mais diversas tecnologias. É tempo de mudança e transformação, como sempre este processo não será tarefa fácil, mas sem a dedicação de nossos educadores o ensino com o passar dos anos vai ficar cada vez mais enfadonho para nos alunos que estão ligados todo o tempo no ciberespaço.

    ResponderExcluir
  6. O avanço das novas tecnologias infelizmente traz consigo um grande desconforto por parte de algumas pessoas que se recusam em praticá-lo. Felizmente, muitas pessoas tem tentado se adaptar a essas novas tecnologias. Este tipo de inovaçao é de extrema importância principalmente no que diz respeito a evoluçao da educação. É muito útil para os alunos a utilizaçao do civerespaço tanto dentro como fora da sala de aula, faz com que ele busque novos tipos de conhecimento, aguçando assim sua curiosidade. O texto aborda muito bem tanto a necessidade do aluno por esse tipo de metodologia aplicada, como os preconceitos de alguns professores em usá-la.

    ResponderExcluir