segunda-feira, 18 de abril de 2011

II Seminário de Pesquisa e Prática Pedagógica da UFVJM

Foi realizado durante os dias 30 e 31 de março e 01 de abril o II Seminário de Pesquisa e Prática Pedagógica da UFVJM, no anfiteatro da Instituição. Foi um evento muito intenso, com uma participação significativa dos alunos e professores da UFVJM, assim como dos Professores da Rede Pública do Ensino Básico. Tivemos muitas apresentações interessantes e muito pertinentes para que tenhamos um melhor entendimento sobre o momento atual da Educação em nossa região e firmar parcerias com as escolas públicas, ampliando as possibilidades de conhecer melhor nossa realidade e intervir para que tenhamos uma educação realmente de qualidade e em consonância com o momento atual.
De uma forma ou de outra, a todo momento surgia uma fala ou um debate sobre a necessidade e a importância da utilização ou inserção das Novas Tecnologias na Educação, nos processos de ensino-aprendizagem. Os professores e os alunos das licenciaturas se mostraram preocupados com esse descompasso, entendem que a escola e o professor não podem mais ficar à parte desse processo, das mudanças cada vez mais vertiginosas e representativas das tecnologias em todo o contexto social. Em vários momentos sugiram questões sobre o que e como fazer para que as novas tecnologias sejam efetivamente inseridas no contexto educacional, demonstraram muito interesse em participar de encontro e cursos de atualização sobre o tema.
No dia 31 de março realizamos uma oficina sobre WEB 2.0. Eu e Prof. Marcinho Lima tivemos um encontro muito rico com os interessados e os participantes da oficina. Apresentamos um site criado especialmente para o desenvolvimento dos trabalhos, para que os participantes pudessem ter um contato direto com o computador e a internet, possibilitando atividades práticas sobre os diversos recursos e possibilidades da Web 2.0 na Educação. Procuramos conceituar e contextualizar o momento, apresentando estudos e experiência sobre o uso das TICs no processo de ensino-aprendizagem. Tentamos mostrar na prática parte do que temos disponível e algumas possibilidades efetivas, simples e gratuitas, dos diversos recursos existentes no ciberespaço. Procuramos ter o cuidado de não abordar o assunto como receitas prontas para serem aplicadas, nossa intenção foi buscar um entendimento sobre as diversas abordagens acerca das TICs e a Educação, incentivar novas posturas frente às mudanças e despertar o interesse em conhecer e colocar em prática o que é motivo de preocupação para todos os envolvidos direta e indiretamente com a Educação.
Tivemos um retorno muito positivo sobre o trabalho desenvolvido, por isso estamos disponibilizando o endereço do Site utilizado durante a oficina para que os interessados possam ter uma idéia sobre o que foi abordado e também apresentar críticas e sugestões para que possamos realizar outros encontros sobre esse tema tão importante e instigante.

2 comentários:

  1. Eduardo, que surpresa bacana esse seu texto. Fico muito feliz e orgulhoso de ter compartilhado esses momentos com você. Práxis é o que falta no meio... e sua atitude mostra a superação do discurso vazio.

    Conte comigo. Sigamos vencendo os inúmeros desafios.

    Abraço,

    marcinho

    ResponderExcluir
  2. Artur Vicari Granato - 6° Pe Química UFVJM30 de maio de 2011 12:01

    Com o avanço da tecnologia o acesso das informações tem tornado mais atrativo, porém no meio de tanta informação algumas pessoas permanecem estagnadas em relação à busca de informações que possibilitem o conhecimento acerca de ser um cidadão. Atualmente o indivíduo busca um refúgio para ser considerado um aprendiz segundo Moran J.M. , e não conseguem ver e crer que o conhecimento pode ser adquirido em qualquer lugar, independente da situação. A educação escolar é muito importante para a vida de uma pessoa, pois ela possibilita a escolha de vários caminhos, os quais muitas vezes são indicados pelos sábios professores. O professor em sua função observa e verifica se o conhecimento está sendo construído de forma efetiva, muitas vezes pela falta de experiência e imaturidade do aluno. O aluno por sua vez sai prejudicado nessa história pelo fato de ter muita informação para pouca sabedoria de saber usá-la de forma a tornar-se um cidadão. E essa gama de informações está associada novamente a tecnologia, sendo esta uma das principais causadoras da decadência do ensino básico no Brasil. A tecnologia associada ao ensino pode trazer muitos benefícios em relação a aprendizagem, isso devido ao grande acesso dessas novas tecnologias não só pelos alunos mas a todo cidadãos. Entretanto devemos pesquisar antes de aplicar as tecnologias nas práticas docentes, pelo fato de nem todos os docentes hoje não adquirirem tal conhecimento.
    As novas tecnologias da informação e comunicação (Tic’s) vêm sendo um atrativo para uma provável proposta de mudança de paradigma escolar. As crianças não conseguem mais ficar “presas” em salas de aula desconfortáveis as quais são obrigadas a assistirem aula por obrigação, devido ao fato da acessibilidade ao conhecimento que elas podem obter por meios mais descontraídos. Isso prova que não basta deixar o aluno na escola para ele adquirir conhecimento. A cultura virtual do aluno deve ser mudada para que ele faça das Tic’s uma forma de adquirir conhecimento para si próprio.

    ResponderExcluir